segunda-feira, 22 de maio de 2017

I Festival do Café e da Sanfona de Bonsucesso promete casa cheia

O FESTIVAL OFERECERÁ BARRACAS DE COMIDAS TÍPICAS, ENCONTRO DE SANFONEIROS E ELEIÇÃO DO REI E RAINHA DO CAFÉ 

Por Sérgio Oliveira
Fotos: Sérgio Oliveira e Divulgação 

E nos dias 26,27 e 28, o sanfoneiro vai rasgar o fole das sanfonas no I Festival do Café e da Sanfona, que acontecerá em Bonsucesso, distrito de Apiacá, no Sul do Estado. O evento é uma realização da Prefeitura Municipal de Apiacá juntamente com a Secretaria de Arte e Cultura. 


Odair de Paula vai agitar o I Festival do Café e da Sanfona

A festa promete muito forró, moda de viola, mulher bonita, além da exposição dos produtos do café e da culinária local. Conforme a moradora Gilda Gressoni, o Projeto do Festival do Café foi criado pelos moradores de Bonsucesso, especificamente pelo jovem Weder Ferreira, que atualmente é Seminarista da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. Que em 2008, Weder Ferreira, apresentou o projeto ao candidato a prefeito do referido ano e a Deputada Estadual Luzia Toledo, no salão paroquial do distrito. 

-Desde 2008 os moradores de Bonsucesso aguardam ansiosos pela realização dessa festa cultural. Muito tempo se passou e os ex-prefeitos não tiveram interesse em desenvolver o projeto. Agora o Prefeito Fabrício Thebaldi juntamente com o Secretário de Cultura, Nilo de Oliveira Canedo, estão promovendo este tão sonhado sonho do distrito de Bonsucesso-, explicou Gressini.

A abertura do evento será na sexta-feira (26), às 9 horas, com a Culminância do Projeto do Café da Escola Municipal EF, em Bonsucesso, na Quadra Poliesportiva. A festividade conta com apresentações do tradicional Grupo Trio Forrozão, o cantor Odair de Paula, Banda Forronejo 4 Estações, Chapas do Brasil, entre outros.  E lógico para alegria dos homens e mulheres, na sexta-feira, acontece o Concurso Rei e Rainha do Café.


CURIOSIDADES

A Sanfona poderia ser sinônimo de mulher bonita e charmosa. Seja onde for e tiver sanfona, é certeza de mulher bela no pedaço. A sanfona é um dos instrumentos mais populares que dá magia à música brasileira. Sua origem tem controversas. Alguns relatos apontam que 12 anos antes de Cristo, havia um instrumento com o mesmo princípio harmonioso das palhetas da sanfona. Por outro lado, outros apontam que a sanfona chegou à Rússia no século XVIII, sendo patenteada em 1827, em Viena. Aqui no Brasil não se tem data definitiva da chegada do instrumento ao Brasil. A sanfona adotou o Nordeste e Sul do Brasil como berço principal, ganhando pronúncias e nomes diferentes. 

OUTRAS

O cheng surgiu há quase 5 mil anos. Nos dias de hoje é conhecido como sanfona. Ele foi criado na China e era formado por um recipiente de ar, um canudo de sopro e tubos de bambu. Algo estranho para época, o invento chamou a atenção dos fabricantes europeus de instrumentos Friedrich Ludwig Buschman e Cyrillus Demien. Friedrich Ludwig Buschman criou em 1822, um instrumento de sopro um tanto mais organizado, empregando o sistema de palhetas. Sete anos depois, adicionou o fole ao referido instrumento, patenteando o seu invento com o nome de acordeon, por causa dos acordes impetrados por meio da manipulação de seus quatro botões.

As imigrações alemã e italiana foram as responsáveis pela chegada da sanfona no Brasil. Os estados de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul foram os pioneiros. Na época era utilizado como forma de representação das tradições daquelas comunidades, através da execução de ritmos diversos, como a valsa, o fado e a polca.

O acordeon passou em diferentes regiões e ganhou características locais, assim como nomes diferentes. No Nordeste é conhecido como sanfona, gaita, gaita de foles e realejo. Conforme os sanfoneiros, a sanfona pé-de-bode ou sanfona de oito baixos, também conhecida como, fole de 8 baixos, fole, harmônica ou simplesmente 8 baixos, é uma das mais complicadas para se tocar, em grande parte pelo jogo de fole obrigatório. É uma arte que atualmente é dominada por poucos, que no Nordeste, recebe uma afinação diferente, única no mundo, utilizada somente pelos sanfoneiros dessa região do Brasil. Assim, o instrumento ganha maiores recursos, ampliando as possibilidades de execução musical. Enfim é parte da memória musical e afetuosa do Nordeste, um verdadeiro patrimônio impar e cultural sertanejo. Resumindo está presente no meio rural nordestino, em todos os momentos de festividade e diversão das comunidades dos pés-de-serra.

domingo, 21 de maio de 2017

Contundentes críticas a gestão atual com foco maior na área da saúde, carros a preço de banana e pernilongos acenderam o clima na Câmara Municipal em 'Calçado' no ES

LEGISLADORA COBROU DO EXECUTIVO INFORMAÇÃO NO QUE TANGE O MAU USO DO DINHEIRO PÚBLICO

Fotos: Sérgio Oliveira e Divulgação

A 6ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de São José do Calçado, no Sul do Estado, realizada na noite de quarta-feira (10), foi marcada pela falta de sintonia entre legislativo e executivo e alfinetadas direcionadas ao executivo. Outra vez a Casa de Leis cobrou respostas a respeito de um requerimento enviado ao executivo, que conforme a legisladora Fátima Cristina Souza da Silva Rezende (PDT), já ultrapassou os 30 dias previstos por leis, e até agora a referida Casa não obteve respostas.



A pedetista Fátima Cristina Souza da Silva Rezende solicitou ao executivo a implantação de telefones nos setores públicos dos distritos para melhor comunicação com os órgãos competentes e pertinentes à administração pública e instituições como Policia Militar, Hospitais, entre outros. E no intuito de incentivar os estudantes e introduzi-los no mercado de trabalho, sugeriu que fosse providenciada a criação de vagas de estágio na Prefeitura, Bancos Públicos e Privados, no Poder Executivo, Legislativo e Ministério Público. 

Em outro requerimento solicitou a criação do Conselho Municipal de Segurança Pública, tendo em vista que deverá ser composto por representantes dos Poderes Executivo, Judiciário, Legislativo, Policia Militar, Policia Civil, Igrejas, Sociedade Civil e Conselho Tutelar. Também pediu que convocasse o Secretário Municipal de Saúde, Eduardo Dias Silva, a comparecer a Sessão do dia 25 de maio de 2017, às 19hs, no Plenário da Casa de Leis, onde terá por obrigação prevista em Lei, prestar esclarecimentos sobre aquisição e distribuição dos medicamentos da farmácia básica e farmácia do CAPS. Entre outras informações deverá responder pelo funcionamento dos ESFs, a implantação do Consórcio CIM, os atendimentos de especialistas da área de saúde nas unidades de saúde do município, exames laboratoriais e transportes de pacientes. E todas as solicitações descritas acima deverão estar acompanhadas de documentos comprobatórios informando ainda, que estando desta forma cumprindo o Regimento Interno da Casa de Leis, no seu artigo 3º, inciso XXI, artigo 20, incido XXI da Lei Orgânica Municipal, onde determina que o legislativo fiscalize os atos administrativos e operacionais do Poder Executivo.

A socialista Janaina Luzia Oliveira Pimentel sugeriu a construção de 01 (um) galpão para instalação de uma fábrica de vassouras e rodos no Bairro João Marcelino de Freitas. Que fosse feito melhorias na iluminação do cemitério público da Sede e do distrito de Alto Calçado. Para resolver o problema de alagamentos que no período chuvoso se torna um caos entre o Posto Passalini e a Igreja Cristã Maranata, pediu a construção de uma galeria de bueiros na Rua Maria Ortiz. Ainda com o objetivo de dar passagem aos caminhões e ônibus oferecendo estacionamento no lado direito e esquerdo, uma vez que no local têm duas igrejas evangélicas próximas, solicitou que fosse retirado o canteiro central da Rua Maria Ortiz. Também reiterou os requerimentos de nº 036, e 037 ambos de 2017, que solicitam informação e cópia integral de todo os contratos e processos do executivo. 

Já o vereador José Ailton Cardoso Boca (PMDB), solicitou ao executivo que providencie a doação dos imóveis públicos que estão sendo utilizados para fins de moradia ao longo dos anos no município. Esse requerimento não foi aprovado por 5x3. No entendimento dos 5 legisladores a prefeitura não pode regularizar imóveis públicos sem que haja critérios e justificativas pertinentes.

O executivo pediu ajuda de R$ 4.000,00 para a 25ª Cavalgada de Vitória a São José do Calçado sendo aprovado por 7x1. A pedetista Fátima Cristina Souza da Silva Rezende votou contra alegando que considera como um gasto sem prioridades do governo, sendo que faltam remédios, exames, dentre outros mais necessários.

ONDE ESTÃO AS RESPOSTAS?

O leilão de carros, máquinas e sucatas que se tornaram inviáveis manter no município, conforme matéria publicada na página ‘É ZÉ DE NOVO’, no Facebook, polarizou os debates na Tribuna Livre. A vereadora Fátima Cristina Souza da Silva Rezende alfinetou o chefe de gabinete, Addison Antonio de Rezende Viana. Ela alegou que o chefe de gabinete não gostou em descobrir que não fazia mais parte de sua página no Facebook. Que em sua postagem na rede social, tentou coagi-la no uso de suas atribuições de uso legislativo para fins fiscalizadores. E agindo assim, coagiu a toda Casa de Leis. 

Cristina mencionou que o chefe de gabinete pediu que se fizesse uma retratação ao executivo. Porém a pedetista almejou saber o motivo da retratação dizendo que por lei compete ao órgão legislador solicitar ao poder executivo cópias de documentos comprobatórios do uso especifico de suas diárias como boletim de viagem, data de horário, saída e chegada, valores recebidos até a presente data.

-Tenho o direito de escolher quem eu acho que é bom para fazer parte da minha página no Facebook. Fazer retratação do que? Não compete ao chefe de gabinete no uso de suas atribuições profissionais, a forçar-me a tê-lo como membro em minha página no Facebook. É meu dever fiscalizar as ações do executivo. Eu fiz um requerimento já faz meses, e até agora a Casa de Leis não recebeu as cópias dos documentos comprobatórios que solicitei ao prefeito. Uso mais uma vez essa Tribuna Livre, deixando bem claro com toda personalidade, ética e moral para o nobre chefe de gabinete, que tal requerimento não foi respondido. Ressalto que omissão de informação a uma Câmara Municipal é crime. E cabe ao executivo saber de suas obrigações em respondê-las no tempo regimental de 30 dias corridos. Quando o mesmo não acontece é possível dá início ao processo de cassação. Ainda mais um requerimento de tal importância, que foi aprovado por unanimidade por esta Casa, e que cobra solicitações de informações no que tange o mau uso do dinheiro público-, ressaltou.

PASSADO DE AFASTAMENTO

Cristina destacou que o atual prefeito foi afastado em 2012, por omitir informações solicitadas na época pelo seu atual vice-prefeito. Que é direito de todos saber que a medida tomada na época pela Casa era de fiscalizar o mau uso do dinheiro público. E que o mesmo gestor, recebeu em 2009, 100 diárias, no valor de R$ 50.000. Já em 2010, 99 diárias, no valor de R$ 49.500,00. 

-Então quero aqui deixar registrado, que o mesmo poderá acontecer novamente caso o executivo omita informações pertinentes a essa Casa de Leis. Fui à prefeitura buscar as cópias das solicitações. Disseram que não era permitido gastar papel da prefeitura. Que se eu quisesse tirar cópias na Câmara, teria que estar acompanhada de um funcionário da prefeitura. Senti-me humilhada, pois eles são obrigados, por lei, a mandar tudo para câmara-, desabafou.

A pedetista demonstrou preocupação com o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). Segundo a legisladora o CEO está sem atendimentos. Que já faz cinco meses que o prefeito tomou posse. A vereadora do PEN, Adalgisa Ferreira Alves, explicou que o problema estava quase resolvido, pois devido a um erro de uma funcionária novata, o processo teve que ser refeito. Fátima questionou a vereadora do PEN, dizendo que ‘então’ tinha sido falta de competência da funcionaria. Também orientou ao executivo que alguns ofícios estão sendo enviados para Câmara com erros, parecendo que estão usando o “Ctrl + C”, o comando “copiar”. 

-Gente, por favor, corrija. Agora é o prefeito, e não a prefeita-, concluiu.

Já o vereador José Roberto da Silveira Castanheira Junior (PSD), disse que na época, em que trabalhou na gestão da ex-prefeita Liliana Maria Rezende Bullus (PSB), o executivo nunca negou informações ao legislativo.

RINDO DA CARA DO POVO DE CALÇADO




A socialista Janaina Luzia Oliveira Pimentel alfinetou o poder executivo. O leilão de carros, máquinas e sucatas que se tornaram inviáveis manter no município (conforme texto publicado na página do prefeito no Facebook), realizado no dia 4 de maio de 2017, pela Prefeitura Municipal, foi o motivo das alfinetadas com direitos a criação de uma sigla: JC

-As pessoas que compraram os itens leiloados estão rindo da cara do povo de São José do Calçado. Estão rindo e falando que ganharam na loteria. Onde já se viu algo que vale em torno de R$ 1000.000,00 ser vendido à R$ 95.000,00. Deixo aqui meu repúdio com o leilão de bens, o qual aconteceu no nosso município. A Casa de Leis só foi convidada (brincadeira). O executivo deixou ir embora uma Patrol Volvo que custa cerca de R$ 1000.000,00 (tabela). O maquinário precisava apenas de pneus, da junta do cabeçote e outros pequenos reparos. Saiu do município por R$ 95.000,00 (preço de banana). Isto é uma barbaridade, uma vergonha para o município, uma máquina nova, que fazia parte dos bens públicos ser leiloada a preço de banana. Será que vamos conseguir substituir uma Patrol como esta? Será que esta Patrol não fará falta ao nosso município, uma vez que deveria ter sido vendida no mínimo por R$ 200.000,00?-, advertiu a socialista.

Outro ponto que deu no que falar foi a venda de duas Pickups S10. Segundo a legisladora as duas Pickups S10 foram adquiridas com autorização do Conselho Municipal de Saúde, e que ainda se encontravam em uso para servir o município com viagens para São Paulo, Rio de Janeiro e Vitória (ES).

-As duas Pickups S10 ainda se encontravam em uso para servir o nosso município com viagens para São Paulo, Rio de Janeiro e Vitória (ES). Na tabela de venda, hoje custam em média de R$ 66.000,00 a R$ 68.000,00. Foram vendidas à R$ 47.300,00 e R$ 44.700,00. Como vamos atender o nosso município. É fácil falar que não tem carro. Não sou contra o leilão. Como vereadora, fiz um requerimento sugerindo leiloar carros deteriorados, em desuso, que se encontravam no Parque de Exposição Divinéia, mas leiloar carros com menos de cinco anos de uso, que é o caso da Patrol Volvo e as Pickups S10, é demais-, expandiu.

A legisladora cobrou respostas do executivo almejando saber como será empregado o dinheiro do leilão, que na página do prefeito, no Facebook, aponta que arrecadou um total superior a R$ 700.000,00 (setecentos mil reais). 

-É dinheiro público que temos que saber o desfecho dele. Cabe aos nove vereadores fiscalizarmos, uma vez que não fiscalizamos as vendas de determinados bens do leilão, evitando que não aconteça como aconteceu no passado com esse mesmo prefeito, que deteriorou o nosso município. Está na hora de colocarmos um portal transparência na praça, para sabermos o que entra e sai de recursos. Não estou aqui para engessar à administração do executivo. Cinco vereadores estão sendo excluídos pelo executivo. Falta diálogo, transparência e participação. Estamos sendo deixados de lado pelo executivo. Não tenho bandeira partidária, estou aqui para representar o povo. Merecemos respeito. É esse JC!, esse JC!-, ressaltou a socialista.

DORMINDO NA FILA

Janaina lembrou que a saúde do município continua precária. Que estava muito triste em saber que tem registrado pessoas perdendo dia de serviço ou tendo que pagar R$ 50,00 para uma ‘pessoa’ dormir na fila da USII a partir das 20h.

-Para uma pessoa conseguir consultar no outro dia, ela tem que pagar alguém para ficar na fila a partir das 8 horas da noite. Isto aconteceu com um pedreiro e sua esposa que precisaram de duas fichas para a pediatra Solange, que disponibiliza somente 20 fichas por semana. Essas 20 fichas não são suficientes para atender os distritos e município-, disse.

Encerrando cobrou melhoras no calçamento do Bairro Nildo Tavares Jorge, apontando que o bairro está com os paralelepípedos soltos, dificultando o caminhar dos transeuntes.

-Outro bairro que se encontra abandonado é  o Loteamento São Domingos. As ruas estão sem calçamentos e patrolamentos. Os paralelepípedos (bloco retangular) estão soltos. Ainda no mesmo Loteamento os pernilongos estão tomando conta. Dormimos na cama e acordamos em outro lugar, pois os pernilongos estão carregando as pessoas. Solicito que se tomem providências com o objetivo de darmos mais qualidades ao nosso município-, concluiu.



Coelho participa da festa do distrito de Conduru, em Cachoeiro, ES

Por Sérgio Oliveira

Fotos: Divulgação

No sábado (20), o prefeito Victor Coelho (PSB) marcou presença na festa do distrito de Conduru, em Cachoeiro do Itapemirim, no Sul do Estado. O distrito está celebrando sua centenária festa oficial, em alusão à padroeira, Santa Rita de Cássia.


A festa que resgata a tradição e a história do distrito começou na sexta-feira (19) e termina na segunda-feira (22). Victor Coelho elogiou a Escola Estadual EFM Professor Domingos Ubaldo, que fez um brilhante desfile com a participação da Guarda Municipal com o projeto Guarda Mirim e do Tiro de Guerra.


E nas homenagens a filhos ilustres, o socialista parabenizou a cidadã Dorothea Malheiros Rocha, que foi escolhida Conduruense Ausente. Foi a estréia da banda marcial da Escola Estadual EFM Professor Domingos Ubaldo. Os alunos desfilaram ao lado do Tiro de Guerra, dos agentes da Guarda Municipal que atuam na Ronda de Prevenção Escolar (Rope) e dos estudantes que integram a Guarda Mirim.

A diretora da Escola Estadual EFM Professor Domingos Ubaldo, Ana Rita, os vereadores Silvinho Coelho, Alexon Cipriano e Sebastião Buiú, o secretário de Defesa Social Cel. Ruy Guedes Barbosa Junior, o capitão Barcellos e o subtenente Menuzzi, do Tiro de Guerra, estiveram presentes no evento. 

Na oportunidade Coelho convidou a banda marcial, que toca com instrumentos doados pelo conduruense Samuel Malheiros, neto do comerciante Antônio Alves Malheiros, cujo apelido, “Conduru”, inspirou o nome do distrito, para participar do Desfile Escolar na Festa de Cachoeiro de Itapemirim. 

Conforme o presidente da Associação dos Amigos e Moradores de Conduru, Solimar Simplício, a intenção principal do evento é promover o resgate contínuo das tradições.

sábado, 20 de maio de 2017

Sessão Solene na Academia Calçadense de Letras - 03/06/2017.

Lançamento das obras "Uma Viagem no Tempo", da dileta Confreira Joanna D'Agustini; "A Última Noite" e "O tapete da Zezé", do dileto Confrade Pedro J. Nunes.


Estejam convidados todos os apreciadores da boa leitura!

quarta-feira, 17 de maio de 2017

União de São José do Calçado e Floresta de Cambuci ficam no empate no primeiro jogo da semifinal na Super Copa Noroeste 2017

O UNIÃO, MESMO ESTANDO ATRÁS DO PLACAR, CONSEGUIU O EMPATE


Sérgio Oliveira
Créditos das fotos: Sérgio Oliveira

No domingo (14), jogando no Estádio Ernesto Campos da Fonseca, em São José do Calçado, no Sul do Estado, em partida válida pelas semifinais da Super Copa Noroeste 2017, as equipes do União de São José do Calçado e Floresta Atlético Clube, de Cambuci, no Noroeste do Estado do Rio de Janeiro, empataram pelo placar de 2 a 2. 

O União depende de uma vitória simples para chegar à grande final 


Empenho, dedicação e raça foram os combustíveis da equipe do União de São José do Calçado, que enfrentou uma equipe muito qualificada. E a torcida deu um show à parte, acreditando o tempo todo no futebol bonito e envolvente do time da casa. Genilson marcou três gols e foi muito ovacionado. 

   A torcida marcou presença




CORUJINHA DO SERTÃO

O goleiro Wallef Mendes, do time da casa, mais uma vez foi decisivo. Apontado como o grande nome da competição que iniciou no domingo de 12 de março, o goleiro antes de vestir as cores do União Calçadense,  vestiu em 2016 as cores do Afogados da Ingazeira Futebol Clube (Corujinha do Sertão), time brasileiro de futebol do município de Afogados da Ingazeira (Pernambuco), fundado em 18 de dezembro de 2013. E Wallef se sagrou vice-campeão garantido o acesso  a elite do futebol Pernambucano.

O outro jogo de ida das semifinais da competição aconteceu no Estádio Celso Pinto Coré, em Muriaé (RJ) entre as equipes do Laje Futebol Clube e Monte Carmelo Atlético Clube. O Monte Carmelo venceu por 2 X 0 com gols de Juninho Farsura. No próximo domingo (21) tem o jogo da volta no Estádio Dr Alípio Coelho da Silva, em Carmo, município do Rio de Janeiro. Já no mesmo dia, o Unidos de São José do Calçado enfrenta o Floresta Futebol Clube, no Estádio José de Souza Carvalho, em Cambuci, no Estado do Rio de Janeiro. 

Conforme os organizadores serão premiados o Campeão, o vice, artilheiro, melhor goleiro e melhor jogador, os quais receberão troféus, medalhas e também premiação em dinheiro. A Super Copa Noroeste é organizada pela Associação Esportiva Noroeste (AEN) e seus diretores Márcio Mozato e Léo Ferraz.









Fiéis de São José do Calçado no ES celebram os 100 anos das aparições de Nossa Senhora de Fátima

Por Sérgio Oliveira
Foto: Sérgio Oliveira

Fiéis da Paróquia São José, Paróquia Regional VII, em São José do Calçado, no Sul do Estado, comemoraram no sábado (13) a passagem dos 100 anos das aparições de Nossa Senhora de Fátima. O evento de natureza ecumênica foi marcado por uma carreata, procissão, Terço, Missa, teatro alusivo ao dia e coroação da Santa anfitriã.





E para comemorar o Centenário das Aparições de Nossa Senhora de Fátima, a Paróquia São José promoveu três dias de festividades. As festividades iniciaram-se na quarta-feira (10) com a chegada da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima à Comunidade Nossa Senhora da Penha, no Distrito de Airituba onde houve procissão, Terço e Celebração da Palavra. Respectivamente, nos dias 11 e 12, a mesma cerimônia se repetiu na Comunidade Divino Espírito Santo e Comunidade de São Benedito. 


No sábado (13), à tarde, a imagem peregrina foi trazida do distrito de Airituba para São José do Calçado. E foi realizada uma carreata, que saiu do pátio da Matriz São José e passou pelas principais ruas da cidade. A imagem foi recebida por gestos de beijos pelos fiéis, que estavam nos portões de suas residências. Após a carreata, por volta das 18h, um grande número de fiéis participou de uma procissão. Logo em seguida, já na Matriz, os devotos rezaram o Terço. 







A Santa Missa Paroquial com coroação a Nossa Senhora de Fátima, na Matriz situada na Praça Pedro Vieira – Centro, Paróquia Regional VII, foi conduzida pelo pároco titular, Pe. Dermeval Gomes. Ele explicou que naquele sábado, o dia em que a Igreja celebrava Nossa Senhora de Fátima, o Papa Francisco canonizou os pequenos pastores Jacinta e Francisco Marto, que há cem anos, tiveram as visões e receberam a mensagem de Nossa Senhora.



Uma bonita e emocionante peça de teatro em alusão às aparições de Nossa Senhora de Fátima emocionou os fiéis. Na referida, peça dois irmãos pastorinhos, Jacinta (7 anos) e Francisco (10), junto com a prima Lúcia (10), no dia 13 de maio de 1917, afirmaram ter visto Nossa Senhora, em Portugal. As crianças pastoreavam um pequeno rebanho, na Cova da Iria, freguesia de Fátima, Concelho de Vila Nova de Ourém, em Portugal. E a Senhora disse aos pastorinhos que era preciso rezar muito pela paz mundial, convidando-os a voltar ao local durante cinco meses consecutivos, sempre no dia 13, no mesmo horário.



 



 


 


 


 


Encerrando a Santa Missa, foi feita coroação de Nossa Senhora de Fátima. 





Google+ Badge