MUSA DO BLOG


sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Sessão Extraordinária começa com o pé-torto em São José do Calçado

Por: Sérgio Oliveira
Foto: Sérgio Oliveira

Quem esteve presente na última quarta-feira (11), na Câmara Municipal de São José do Calçado, no Sul do Estado, saiu decepcionado com a primeira Sessão Extraordinária do ano.  Foi colocada em pauta a votação que autoriza a contratação de um motorista e um auxiliar administrativo para atender a Casa de Leis. E de ‘quebra’, outro Projeto de Lei que deu o que falar.


Logo após a votação do Projeto de Lei para atender as demandas da Casa de Leis, surgiu na pauta um elemento surpresa: um Projeto de Lei para proporcionar aos funcionários da mencionada Casa, um Ticket Alimentação para os funcionários efetivos e contratados, no valor de R$ 350,00, referente ao dia 01 de janeiro a 31 de dezembro, deste ano.

Os edis Janaina Luzia Oliveira Pimentel Passalini (PSB), José Ailton Cardoso Boca (PMDB), Francisco Sana (PSB), José Roberto da Silveira Castanheira Junior (PSD), Adalgisa Ferreira Alves (PEN), Maria de Fátima Simões Barbosa (PMDB) e Jarmas de Almeida Leite (PV) votaram a favor. Já a vereadora Fátima Cristina Souza da Silva Rezende (PDT) votou contrário aos seus pares. Ela justificou que não concordava, não por merecimento dos funcionários daquela Casa.

-Ressalto que o município passa por uma situação financeira difícil. Os servidores efetivos municipais encontram-se com defasagem de salário em torno de 46%. Faz um longo tempo que está defasado. Aquele tempo em que eles recebiam um vale alimentação de R$ 100,00, que foi cortado, já é passado. Peço a todos os lados envolvidos, que pensem nisso em um tudo-, enfatizou Fátima

Todavia, mesmo com a justificativa da vereadora, os demais edis votaram a favor aprovando o Projeto de Lei por 7x1, o qual lembrou do 7 x 1 da Alemanha, que atropelou a Seleção Brasileira, na Copa do Mundo de 2014.

REVOLTA

Nas ruas, a população se revoltou, dizendo que esperava que eles adotassem exemplos de outros municípios, exigindo redução salarial dos próprios. E espera que façam algo de útil e produtivo para o município.




quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Fibromialgia: um pesadelo prevalente no consultório de reumatologia

É UMA SÍNDROME DOLOROSA CRÔNICA, NÃO INFLAMATÓRIA, QUE ACOMETE 6% DA POPULAÇÃO ADULTA


Por: Sérgio Oliveira
Fotos: Sérgio Oliveira

Suéter vermelho e verde, Fredd Krueger, Rua Elm Street e crianças pulando corda e cantando “One, two, Freddy is coming for you. Three, four, better lock your door. Five, six, grab your crucifix. Seven, eight, gonna stay up late. Nine, ten, never sleep again (Um, dois, Freddy vem te pegar, Três, quatro, feche bem o quarto. Cinco, Seis, pegue o crucifixo, Sete, oito, fique acordado até tarde. Nove, dez, não durma nenhuma vez), lembram o filme “A Nightmare on Elm Street” (1984), aqui no Brasil, batizado de “A Hora do Pesadelo”. A rua Elm Street realmente existe e fica em Potsdam, nos Estados Unidos. O filme é ficção. Entretanto, o portador de fibromialgia sente como se houvesse um Freddy Krueger cutucando seu corpo com aquela luva de lâminas ligadas aos dedos da mão direita. É uma verdadeira noite de pesadelo sem fim.

Considerada a segunda enfermidade mais frequente na reumatologia, a fibromialgia está presente em cerca de 2% a 8% da população. É uma palavra chique – só no papel - criada em 1976 procedido da união das palavras “fibro” - fibra ou tecido conjuntivo, em latim - com os vocábulos gregos “mi” - músculo e “algia” (dor), que em 1992 foi reconhecida como uma doença pela Organização Mundial de Saúde. O Dia Mundial da Fibromialgia é comemorado no dia 12 de maio, e tem como finalidade despertar a atenção para esta doença de difícil diagnóstico e tratamento, às vezes, tão difícil. A palavra dor vem do Latim DOLENTIA, "ato de sentir dor", de DOLERE, "sofrer, sentir dor". Certa vez, o escritor, poeta e jornalista brasileiro Mário Quintana disse se pudesse, pegaria a dor, colocá-la-ia dentro de um envelope e a devolveria ao remetente. E é bem assim a dor de quem padece dessa enfermidade, considerada uma das piores dores da humanidade. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), um milhão de pessoas cometem suicídio ao ano. A cada 40 segundos uma pessoa mata a si própria e 5% da população mundial tentará tirar a própria vida pelo menos uma vez enquanto viver. E no rol do suicídio, conforme pesquisadores, o portador de fibromialgia tem alto nível de tendência suicida, pois sofre de dor generalizada incurável a ponto de a medicação muitas vezes não surgir efeito.

Conforme a reumatologista Gabriela de Lannes Monteiro, trata-se de uma enfermidade crônica com forte impacto de dores e cansaço extremo, afetando mais as mulheres entre 20 e 30 anos e, geralmente é causada por uma infecção, lesão ou estresse. 

Lannes explica que a causa provável, que leva a desenvolver a doença, é uma prova dos nove sem conta exata onde quatro mais quatro sempre resultará em cinco

-Surge em qualquer idade independente de países, culturas e grupos étnicos. Por longos períodos, o portador sente dores com sensibilidade nas juntas e nos músculos. Certo grupo de pesquisador crê que seja causada por um descontrole na forma como o cérebro processa os sinais de dor. Embora não haja uma prova exata dos nove da causa da síndrome, existem vários fatores que estão frequentemente associados, como genética, muito repetitivo em pessoas da mesma família, o que pode ser uma referência de que existem algumas mutações genéticas capazes de causar a síndrome, infecções por vírus, doenças autoimunes e distúrbios do sono, sedentarismo, ansiedade e depressão - esclarece Gabriela.

A especialista aponta que mulheres de meia idade com dificuldades em “pegar no sono” estão mais propensas a desenvolver fibromialgia. E os sintomas são dor generalizada, fadiga, dificuldades cognitivas, dor de cabeça recorrente ou enxaqueca clássica, dor pélvica e dor abdominal sem causa identificada (Síndrome do intestino irritável) e problemas de memória e de concentração.

-Após esses sintomas, deve-se procurar um reumatologista. Durante a consulta, descrever todos os seus sintomas e a amplitude das dores, que sente, relatando sobre problemas médicos que teve no passado, bem como os de seus parentes, também todos os medicamentos e suplementos que toma sem esquecer-se de falar se tem problemas ao dormir e eventuais sintomas de depressão e ansiedade - alerta.

A reumatologista, que há 7 anos exerce a profissão, explica que o diagnóstico da fibromialgia é feito por meio da história dos sintomas e do exame físico. E não há testes laboratoriais que possam realizar o diagnóstico, entretanto o médico pode solicitar exames de sangue para que outras enfermidades, com sintomas e características parecidas, sejam descartadas entre os possíveis check-ups.

-O tratamento é mais eficaz quando são unidos medicamentos e cuidados não medicamentosos. O foco é evitar a ineptidão física, tornar mínimo os sintomas e melhorar a saúde de modo geral. O tratamento pode envolver: guerrear contra pensamentos negativos, cultivar um diário de seus sintomas e dores, perfilhar o que agrava seus sintomas, procurando praticar atividades agradáveis - articula a médica.

Lannes reforça a importância de se estabelecer limites e que grupos de apoio são úteis. Entre outras recomendações, destaca seguir uma dieta bem balanceada, evitar cafeína, manter uma boa rotina de descanso para melhorar a qualidade do sono, fazendo sessões de acupressão e acupuntura. Quantos aos casos graves de fibromialgia, devem ser encaminhados a uma clínica especializada em dor.

A Reumatologista pela HUPE/UERJ revela que os medicamentos usados para o tratamento da fibromialgia devem ser somente prescritos pelo profissional da reumatologia, que indicará o medicamento mais indicado para cada caso, seguindo as medidas da dosagem correta e a duração do tratamento.

-Jamais se automedique. Siga à risca as orientações do seu médico, não interrompa o uso do medicamento sem consultá-lo antes e caso o tome mais de uma vez ou quantidades maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula - adverte.

A especialista avalia que a média de tempo para o diagnóstico, entre pacientes de classes A e B, é de cinco anos e, nas classes C e D, pode superar 10 anos. Que os profissionais na área estão habituados a estimar apenas os exames laboratoriais, sendo que a maioria não dispõe de tempo para escutar o paciente que perambula de ambulatório em ambulatório, fazendo exames dispensáveis que vinculam o serviço de saúde público e privado. 

-O portador carece ser educado a respeito da natureza da fibromialgia, uma vez que não é um achaque progressivo, abrindo uma janela de esclarecimento de que o tratamento depende da participação ativa dele, proporcionando uma união entre ele e o médico para buscar o melhor modo de amortizar a estricção, aprimorando a qualidade do sono e de praticar exercícios. A depressão é considerada a doença do século, e a fibromialgia é parente dela em primeiro grau, prima ou sobrinha - grifa Lannes. 

Dando números finais, Gabriela enfatiza que os sintomas da fibromialgia variam em relação à hora e ao dia, podendo ter maior incidência matutinal. Cerca de 70% dos doentes queixam-se de perturbações do sono, piorando as dores nos dias que dormem pior, sendo que registros electroencefalográficos podem apresentar alterações em relação às perturbações do sono. Ainda há relatos de casos de fibromialgia que principiam após uma infecção bacteriana ou viral, um traumatismo físico ou psicológico. E o método da RPG beneficia além disso a flexibilidade do passivo, ressaltando que a duração e frequência das sessões dependerão do quadro de cada indivíduo.

-Certos estudos indicam que pessoas com esta enfermidade apresentam níveis baixos de algumas substâncias importantes, particularmente, a serotonina e níveis elevados de proteína P relacionados com a dor. Como a causa da doença é desconhecida, muitos a classificam como Síndrome Astenia Crônica / Doença Reumática. Os portadores apresentam redução de seretonina e ácido 5 - Hidroxindolacético no LCR e no plasma, assim como elevação da substância P no LCR e hipovascularização de algumas regiões cerebrais - elucida, deixando bem claro que não é uma doença psiquiátrica, e o doente não é simulador “Piegas” - realça, reforçando mais uma vez que o paciente se inspire nos gatos que vivem se alongando, retornando a alguma atividade física o mais precoce possível, preferencialmente recomendada pelo médico, pois isso o ajudará a sair da pior fase de dor e impedir novas crises, sendo a causa provável, que leva a desenvolver a doença, uma prova dos nove sem conta exata onde quatro mais quatro sempre resultará em cinco.

A profissional enfatiza que o paciente se inspire nos gatos que vivem se alongando, retornando a alguma atividade física o mais precoce possível, preferencialmente recomendada pelo médico

MUSICOTERAPIA

Conforme pesquisadores da Universidad de Granada, Espanha, a musicoterapia uma vez compatibilizada a outras técnicas de ‘relax’, 

CONSULTAS PARA Drª GABRIELA

Clínica Geral – Reumatologia

Endereço: RUA TOMAZ TEIXEIRA DOS SANTOS, 98 - SALA 210

CIDADE NOVA - Itaperuna – RJ

Telefone: (22)38245995

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Homem joga a moto para cima da ex e vai ‘refrescar’ a cabeça no xilindró

O AUTOR POR TENTATIVA DE FEMINICÍDEO FOI AUTUADO E CONDUZIDO AO CENTRO DE DETENÇÃO PROVISÓRIA (CDP) DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM


Por: Sérgio Oliveira
Foto: Sérgio Oliveira

Na tarde do último domingo (08), em São José do Calçado, no Sul do Estado, um homem agindo por ciúmes jogou a moto em cima da ex-esposa. O crime ocorreu às 14h28, na rodovia ES-484, localidade do Bairro João Marcelino de Freitas, vulgo ‘Vala’. 


A vendedora de 23 anos ficou gravemente ferida após ser atropelada pelo ex-marido, que conduzia uma moto NXR 150 Bros, de cor preta. José Antônio Hilário Ferreira, 37, foi autuado por tentativa de feminicídio e conduzido ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim.

Conforme a Polícia Militar, a vítima estava ao lado de um amigo de 18 anos aguardando carona, quando os dois foram abordados pelo produtor rural de 37 anos. Rayara de Oliveira Costa fraturou a tíbia – o osso da canela – em dois lugares e sofreu um corte no rosto. Ela desmaiou e foi socorrida por uma ambulância e internada no Hospital Estadual São José do Calçado, e até tarde de ontem (09), aguardava transferência para outro hospital onde deverá fazer cirurgia de reparação na perna e no rosto.

Segundo familiares, Rayara também perdeu a memória recente e não consegue se lembrar do acidente e nem de algumas pessoas. O rapaz que estava com Rayara esperando carona relatou aos policiais que José Antônio os ameaçou e afirmava que estava armado, saindo logo a seguir. E com medo, os dois foram em direção a um bar, próximo ao local, para se proteger. No entanto, o produtor rural voltou com a moto e os atingiu em alta velocidade. O rapaz sofreu pequenas escoriações.  Com o impacto, José Antônio caiu no chão e ficou desmaiado, assim como Rayara. Os dois foram socorridos. O acusado teve alta e foi levado à 7ª Delegacia Regional de Cachoeiro, de onde foi autuado e conduzido ao CDP.

24 HORAS VIGIADA

Segundo a mãe de Rayara, o agricultor não aceitava a separação e com frequência ligava para a ex-mulher ou aos parentes dela para fazer ameaças. 

-Ele dizia que mataria minha filha e depois cometeria suicídio. Rayara e José Antônio ficaram casados por sete anos, possuem uma filha da mesma idade, e desde outubro estavam separados. Ela não se lembra do que aconteceu, nem de alguns amigos. Só dos familiares. Quebrou a tíbia em dois lugares e sofreu corte no rosto. Ela vai ser transferida. Só está aguardando uma vaga em Cachoeiro ou na Grande Vitória, onde passará por cirurgia. Desde que os dois se separaram, em outubro, ele a ameaçava. Dois dias antes, chegou a ligar para mim e ficou duas horas comigo ao telefone dizendo que era para eu cuidar das coisas dela, pois a mataria. Minha filha era muito nova quando se casou. Tinha 16 anos. Ele era um homem nervoso, mas nunca a agrediu em casa. Depois da separação, passou a vigiá-la 24 horas. Ela não podia postar nada no Facebook, que ele ligava. Creio na Justiça e quero que ele pague pelo que fez-, depoimento da dona de casa de 47 anos, mãe da garota atropelada.

NATUREZA DO CRIME

O crime de feminicídio é configurado quando uma mulher é morta por questões de gênero, ou seja, por ser mulher. Rayara de Oliveira Costa fraturou a tíbia – o osso da canela – em dois lugares e sofreu um corte no rosto.




sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Faleceu Poeta e Escritor Calçadense

“Eu gosto do cheiro da terra molhada e das pequenas cidades do interior” (Samuel Thiebaut)


Por: Edson Lobo Teixeira
Fotos: Sérgio Oliveira

São José do Calçado perdeu, no dia 05 de janeiro de 2017, em Teófilo Otoni-MG, mais um ilustre filho – Samuel Thiebaut, filho de Antônia Teixeira de Morais e João Thiebaut. 




Samuel era muito culto, bem-humorado, generoso e extraordinariamente humilde. Sobretudo era apaixonado pela sua terra natal (“Eu sou daqui, mas sou de priscas eras; sou do tempo feliz em que os pássaros cantavam distantes e eu os reconhecia; (...) sou do tempo das Bandas de Música e das retretas no coreto da Praça Pedro Vieira: (...) Por isso, tenho orgulho de ter nascido aqui, graças a Deus”), embora daqui saísse cedo para se fazer profissionalmente em Belo Horizonte, onde foi bancário e Professor de Economia.

Casou-se com Ioni Cintra Dias Thiebaut com quem teve um filho: Lavoisier Cintra Dias Thiebaut, que lhes deu quatro netas e uma bisneta. 

Escreveu três livros de crônicas, cuja temática são os casos jocosos, poéticos e saudosistas de sua querida “Santa Terrinha”: “São José do Calçado – ES – Uma Colinópolis Florida entre Serras Verdejantes”, “C. D. Crônicas Diversas” e “O Reco-Reco dos 80 anos”. Autografou as duas primeiras obras na Academia Calçadense de Letras, em sessão solene, ocasião em que reencontrou velhos e queridos amigos, bem como conquistou novas amizades e admiradores da sua arte. 

Na crônica “Paisagem”, de sua obra “C. D. Crônicas Diversas”, com sensibilidade expressa o seu saudosismo: “Volta e meia, vêm à minha memória certas paisagens do meu tempo de menino. Cheias de coisas inúteis e até desconhecidas no mundo de hoje, mas carregadas de saudade, como o ranger solitário de uma porteira, dividindo espaços vazios, cobertos do verde da esperança. O bucolismo sempre esteve presente em minha vida; sou um roceiro sem enxadas e sem foices e sem coragem de enfrentar o mato molhado pelo sereno das madrugadas e dias chuvosos”. 

Hoje, o saudosista roceiro das letras já nos deixa saudade, pois o nosso Poeta e Escritor Samuel thiebaut foi deleitar-se com as paisagens etéreas!

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé e terno

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Prefeito Victor Coelho realiza primeira reunião com secretariado

Por Sérgio Oliveira
Foto: Divulgação 

Victor Coelho, prefeito de Cachoeiro do Itapemirim, no Sul do Estado, realizou na manhã de terça-feira (03), a sua primeira reunião com o seu secretariado, após a posse. O ato se deu em seu gabinete, no Palácio Bernardino Monteiro. Participaram da reunião o vice-prefeito Jonas Nogueira e os secretários municipais. Também, os vereadores Alexandre Bastos, presidente da Câmara Municipal, e Delandi Macedo, líder do governo na Câmara participaram do encontro.

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sentadas
Victor Coelho deu orientações gerais aos secretários 

Alguns dos temas que estiveram em pauta foram orientações gerais aos secretários sobre contratos vigentes, aberturas de novos processos e medidas de contenção. Assuntos acerca dos próximos decretos, que serão publicados durante esta semana no Diário Oficial do município, disponível no portal da prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim, foram apresentados.



segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Coelho é empossado prefeito de CI e enfatiza que diálogo com a população é prioridade.

ELE FRISOU A IMPORTÂNCIA DE ENXUGAR OS GASTOS PÚBLICOS ANUNCIANDO DUAS MEDIDAS DE CONTINGENCIAMENTO, QUE REDUZIRÁ O PRÓPRIO SALÁRIO

Por Sérgio Oliveira
aquinoticias@R7.com 
Fotos: Divulgação 

Eleito prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado do Espírito Santo com 59.377 votos, o que equivale a 58,93% do total de votos válidos, Victor da Silva Coelho (PSB) e seu vice, Jonas Nogueira Dias Junior (PP), foram empossados na tarde de domingo (1), em uma cerimônia ocorrida às 17h, no Clube Carnavalescos Caçadores.

Victor Coelho, frisou a importância de reduzir seu próprio salário 

Ato de juramento de prefeito e vice-prefeito 

A Sessão foi presidida pelo edil Silvinho Coelho, vereador eleito com maior número de votos. Já o superintendente do Sebrae, José Eugênio Vieira, representou o governador Paulo Hartung. Durante o discurso de posse, Victor Coelho, frisou a importância de enxugar os gastos públicos anunciando duas medidas de contingenciamento: reduzirá o próprio salário e o horário de expediente da parte administrativa. Os decretos foram encaminhados à Câmara Municipal de Cachoeiro de Itapemirim para aprovação. Caso seja aprovado, o salário do prefeito eleito com 59.377 votos será reduzido para R$ 12 mil, equivalendo R$ 2.450,00 a menos do que o vencimento da última gestão, até o fim do mandato, economizando, conforme o documento, R$ 31.850. Outro decreto pede a redução do expediente administrativo em seis horas, passando a atender de 12h às 18h, de segunda a sexta-feira, no período de 03 de janeiro a 30 de junho do ano corrente.

Victor destacou que a prioridade de momento, é uma austeridade fiscal e econômica forte. E que a gestão que assumi não tem muitos recursos e, por isso, não podem gastar além do que tem, até passar a crise financeira. -Temos que ter o pé no chão e não podemos andar fora do que a administração pública precisa. Precisamos tomar essas medidas agora para que os resultados sejam alcançados mais à frente-, afirmou, fortalecendo que a prioridade é ter um diálogo constante com a população, que de imediato, não será possível realizar um Concurso Público, pois o compromisso da prefeitura com o cidadão é com a ética e os impostos pagos pelo cidadão.

EDIS

No ato da cerimônia de posse para prefeito, foram empossados durante a cerimônia novos secretários e os 19 vereadores eleitos. Já na Câmara Municipal, durante eleição da mesa diretora, o vereador Alexandre Bastos (PSB) foi eleito o presidente da Câmara Municipal, ao lado do vice Walace Marvila (PP), de Renata Fiório (PSD) como primeira secretária e de Diogo Lube (PDT), segundo secretário. 


Posse dos Vereadores



Victor Coelho e família 

EMOÇÃO 

Victor Coelho, novo prefeito de Cachoeiro de Itapemirim (ES), escreveu em sua página, no Facebook, uma mensagem direcionada à emoção pela chegada da hora da solenidade de posse para o mandato 2017/20 como prefeito de Cachoeiro de Itapemirim. O alcaide lembrou-se de seu saudoso pai José Afonso Coelho e seu irmão, o ex-deputado Glauber Coelho. Segue o texto na integra. 


Saudosos Glauber Coelho e seu pai José Afonso Coelho 

“Chegou o grande dia! Daqui a pouco serei empossado prefeito de Cachoeiro. Parece que foi ontem... Quando paro e penso em tudo que passamos até aqui, sinto um misto de emoções difícil de descrever. Meu coração está alegre e satisfeito por ter conseguido envolver tanta gente em único sentimento. Ser prefeito de Cachoeiro nunca foi um objetivo em minha vida, mas está no sangue da minha família o propósito de melhorar a vida das pessoas! E se hoje sou prefeito da minha cidade é porque Deus me trouxe até aqui. Foi Ele quem me chamou pelo nome e eu respondi: "Eis-me aqui!" Hoje meu pensamento está em duas pessoas, meus inspiradores: meu pai José Affonso e meu irmão Glauber! A primeira foto do ano foi com minha família porque nos próximos quatro anos meu objetivo é cuidar de famílias! Obrigado, Cachoeiro! Obrigado por acreditar e manter viva a esperança! O sonho continua! Vamos juntos construir uma nova história!”